Voltar

29 de agosto 2017

Terminal Multicargas do Porto do Açu bate recorde de produtividade

O Porto do Açu alcançou seu recorde de produtividade na movimentação de coque, realizada ao longo da última semana, no Terminal Multicargas (T-MULT). O navio Themistocles, que estava carregado com 53 mil toneladas do granel, ficou em operação de quarta-feira à sábado, completando uma média de descarregamento de 16,3 mil toneladas por dia. A produtividade aumentou em 20,6 %, se comparada ao último recorde registrado, em uma operação com carvão, em março deste ano. A descarga do material foi otimizada pelo suporte de 18 caminhões basculantes na movimentação, que inclui o transporte da carga desde o cais até o pátio de granéis. Os veículos pertencem à Cooperlog, uma cooperativa de transporte de São João da Barra, que foi contratada pelo Porto do Açu para atuar também nas próximas três operações envolvendo granéis sólidos no T-MULT. Estão previstas, até setembro, a chegada de mais 50 mil toneladas de coque e outras 100 mil de carvão.

A cooperativa sanjoanense, que já havia prestado serviço para outras empresas instaladas no Porto, está otimista com o resultado do primeiro trabalho no Terminal Multicargas. “Ter a oportunidade de atuar dentro do Porto do Açu, no nosso município, é essencial para a nossa cooperativa, que foi criada no último ano. Além deste contrato ser fundamental para nossos 23 cooperados, ele possibilita o trabalho perto de casa e das nossas famílias. Agora, nosso objetivo é nos estruturar ainda mais para atender novas demandas do Complexo Portuário”, afirmou Alberto Pereira Chagas, presidente da Cooperlog.

Multicargas

O Terminal Multicargas (T-MULT) do empreendimento, em operação desde junho de 2016, já movimenta bauxita, coque, carvão siderúrgico, carga de projetos e carga geral. Além disso, o terminal tem autorização para operar qualquer tipo de granéis sólidos e líquidos, contêineres e veículos. Representando uma nova alternativa de escoamento para o Sudeste brasileiro, o T-MULT conta com 160 mil m² de área alfandegada. O terminal conta com 14,5 metros de profundidade, 500 metros de cais e mais de 200 mil metros quadrados de área total. A capacidade anual de movimentação de granéis sólidos e carga geral é de aproximadamente 4 milhões de toneladas nesta primeira fase. Entre os equipamentos disponíveis no terminal estão dois guindastes MHCs Terex/Gottwald 4406B, que possuem um alcance de lança de 46 metros cada e capacidade de içamento de carga de até 100 toneladas.

Fonte: Portos e Navios